sábado, 7 de junho de 2008

Tecnicolor

Na frente do espelho percebo
que o esmalte vermelho e o cabelo preto
são os subterfúgios de cor que inventei pra mim
porque me inventaram assim: cabelo claro, unha branca.
Mas o colorama das unhas, wellaton dos cabelos
São pura reinvenção do olhar que quero do mundo.
São o meu jeito de mostrar, na superfície do que sou,
um profundo desejo de recolorir tudo.
Mudo a cor dos cabelos. Mudo o mundo?
Inverto tudo e invento: cabelo vermelho, unhas pretas.
E pronto.


(poeminha da Dama Vagabunda)

Um comentário:

Marie disse...

muito bom , esta reivencao que fazemos de nos cada dia, cada decada, cada emocao consciente ou nao !!!