quarta-feira, 16 de julho de 2008

De Madrugada

De madrugada escrevo.
De dia faço quase nada...
leio hqs e livros que eu já li,
durmo em frente à tv,
como comida congelada
abençoada por santas microondas.
De madrugada
sacudo um pouco do torpor
para fora do meu corpo,
faço pequenas ranhuras
no invólucro da letargia,
e despejo palavras
sobre páginas vazias...

(A Dama Vagabunda)

terça-feira, 8 de julho de 2008

Quanto mais nos comunicamos

Mais nos desentendemos

Quanto mais nos desentendemos

Mais nos detestamos

Quanto mais nos detestamos

Mais nos destruimos

Quanto mais nos destruimos

Mais aumenta o consenso entre os sábios de Andrômeda e Alfa Centauro
De que não passamos de um bando de idiotas.

(em homenagem a Douglas Adams, autor do Guia do Mochileiro das Galáxias - não saia da Terra sem ele!)

quarta-feira, 2 de julho de 2008

" É Melhor ser surdo do que ouvir isso!" - Fragmentos

# Para quem achava que conhecia o medo...Som ouvido num boteco do Rio Comprido: a música Pica-pau, aquela dos tempos da Jovem Guarda, em ritmo de... pagode!!!
É inimaginável, só ouvindo mesmo pra alcançar a plenitude medonha da coisa.
# A televisão é território vastíssimo da ignorância e baboseira, verdadeira porta-voz (e propagadora) do velho "febeapá" do Stanislaw - festival de besteiras que assola o país... (e fica cada vez maior). Dia desses tive que aturar aquela galera fascista do MV-Brasil defendendo em entrevista a volta do ensino de MORAL E CÍVICA nas escolas. Ainda bem que a gente não precisa levar muito a sério um grupo que espalha cartazes onde se lê: "halloween é bruxaria". Hahahahahahaha!!! Ufa, então tudo não basta de uma grande piada!
Por outro lado,não há nada mais proveitoso do que passar uma tarde assistindo a programas de televendas. Todos aqueles produtos lindos e súper úteis! Como pude viver até agora sem uma escada que vira bancada? Sem falar na essencial máquina de cortar batata em cubinhos!! Iurrúlll!!! Dia desses tava assistindo a um desses programas, que vendia um remédio milagroso - e super confiável - para emagrecer. Lá pelas tantas fui premiada pela apresentadora loura peituda e obviamente intelectual com a seguinte pérola: " Depois que você toma o Slim-qualquercoisa você se sente satisfeito, sente uma saciez..." Peraí!!! Saciez? Até onde eu sei o termo correto seria "saciedade". Mas sabe quando você começa a duvidar um pouquinho de si mesmo?, pensei: "hum, talvez o termo saciez também possa ser usado nesse caso, e eu tô aqui julgando mal a pobre loira peituda...". Pra tirar a teima busquei o oráculo da pós-medernidade, vulgo Google. Digitei a palavra e esperei. Resposta do Google: "Você quis dizer maciez". Bom, então tá, essa palavra não existe mesmo. Talvez ela tenha querido dizer maciez.