sexta-feira, 13 de junho de 2008

Fragmentos Niilistas



Fragmento-alienação-pós-moderna:
Viva o evento!
Palavras? Sempre! Ao vento...

* * * *

As palavras, mal-usadas,
De forma leviana,
Tornam cada vez mais enfadonhas
As relações (des)humanas.

* * * *

Sonho-utopia de um amigo:
troquemos nossos carros
por estantes cheias de livros!

* * * *


Quero um olhar supra-sensorial
Para ver através, e além
Do torpor habitual.



(Obs.: se você, assim como eu, revoltou-se com o uso abusivo do hífem neste post, não fique calado! Faça sua denúncia em www.amahífen.com.br)

Um comentário:

eleni kouklanakis disse...

o hífen por mais que pareça esteticamente separar algo(sou muito visual, tenho que admitir) só une. então: idéias, conceitos antes tão longe uns dos outros - ou nem tanto - ficam assim juntinhos, juntinhos... rs nada contra hífens, transformam desejos reais em palavras mágicas.