quarta-feira, 21 de maio de 2008

Muito Prazer...

A princípio, apresentamo-nos. Começando por aquela que empresta seu nome ao título do blog...

A Dama Vagabunda:
Enfia o pé na jaca, sim!, mas de scarpin - e sem quebrar o salto # Não tem vergonha de sofrer por amor - tenta evitar o choro apenas para não borrar a maquiagem (quase sempre sem sucesso...) # Tem opinião própria, senso crítico e noção estética. E os expõe ao mundo, doa a quem doer # Tem uma compulsão crônica e inconsequente por se lançar em desventuras. Curte fossa ao som de Maysa sem vergonha de parecer clichê # Ama e odeia a humanidade com a mesma intensidade - tem compaixão pelas pessoas, odeia as injustiças, e as desigualdades a deixam indignada, mas acredita que a única solução para os males do mundo é a propagação de um vírus mortal que varra a espécie humana da face da Terra # É nostálgica e sente saudades de uma porção de momentos que sequer viveu - do Big Bang, da queda da Bastilha, dos happenings dadaítas, do maio de 68... # faz trocadilhos - inteligentes ou não... # Sente-se extremamente inspirada quando sofre por amor - desilusões amorosas estimulam cruelmente sua criatividade... # não tem o menor saco para indivíduos desprovidos de senso de humor, sem o qual, aliás, torna-se impossível suportar a chatice de existir e a caretice reinante nos dias de hoje # tem vícios, lícitos e ilícitos # tem boas maneiras e conhece as regras de etiqueta, especialmente para mandá-las pro espaço nas constantes situações em que perder a compostura se faz estritamente necessário. Se o barraco é inevitável... # brinda cerveja como se fosse champagne # bebe champagne como se fosse cerveja # detesta gente blasé (embora confesse, um pouco envergonhada, uma certa tendência masoquista a se sentir atraída por seres "inatingíveis") # experimenta momentos de beleza insuportável lendo, ouvindo música ou vendo um filme, e sente nessas horas a proximidade estranha da morte # encerra por aqui pois, embora ainda haja muito a ser dito sobre sua multifacetada personlidade, isso aqui não é uma sessão de análise!

6 comentários:

Roberto Machado disse...

Nossa... Que belas pernas!

Marcio disse...

se a gente trocar maysa por cauby peixoto o que que rola?

Leonardo Martinelli disse...

Hey, Aurora, tb tô de blog novo na área:
www.maformacao.blogspot.com

Vai lá...

agua viva disse...

nossa, por essa dama da vida eu me apaxono. Muito muito bacana o texto roris... mas tambem vindo de voce, ne? To com muita saudade e queronda saber mais das novidades. qual e seu flick?

Aurora disse...

Cauby é a trilha pra iminência da volta por cima!

MELissa disse...

Prazer!