segunda-feira, 3 de maio de 2010

Me dá
Me dá teu sorriso
Me dá uma migalha do teu riso
Que eu fico sorrindo
Descasquei minhas unhas arranhando o tapete
Arrancando o vestido
Abrindo na pele com as mãos precipícios
Suplicando
Suplícios
Implorando
Implodindo edifícios
Explodindo em estrelas de artifício
Me dá um punhado de falsas promessas
De meias verdades
De incertas virtudes
Que eu sigo insistindo.

4 comentários:

Patricia s2 disse...

e o simples fato de saber que quem se ama esta feliz nos anima, mesmo que ele não seja nosso...
Amei...
Bejuxus!

marvin . disse...

ah, o amor faz essas coisas. nos faz querer e pedir, insistir e persistir...


lindo, Aurora.


beijinhos!


marvin.

jaqueline gomes disse...

adoro ler vc!

Aurora disse...

Obrigada! E recíproca é absolutamente verdadeira! beijos ;)